DETALHES DO PRODUTO

Material: Coco

SOBRE O PRODUTO

Colar de côco com fecho. Minúsculos discos cilindricos perfurados e animais esculpidos, feitos de fragmentos do côco da palmeira tucum, são uma demonstração da maestria dos Rikbaktsa no domínio de técnicas artesanais. Cada colar apresenta uma sequência de centenas discos e pequenos animais esculpidos um a um. Um trabalho que demanda tempo, conhecimento e dedicação do artesão.


POVO RIKBAKTSA

Os Rikbaktsa, como se autodenominam, são conhecidos regionalmente também como canoeiros, por sua habilidade no uso das canoas. Vivem no estado do Mato Grosso, na bacia do rio Jurema. Se destacam pela sua produção em arte plumária de grande exuberância e sua produção de miçangas a partir do tucum de tamanhos dos mais variados. Conhecidos guerreiros ainda batalham atualmente na defesa do seu território e modo de vida.


FICHA TÉCNICA

Localização: Mato Grosso
População aproximada: 1514 (Siasi/Sesai, 2014)
Família Linguística: Rikbaktsa

Colar bichinho de coco - Rikbaktsa

R$135,00
1 em estoque
Colar bichinho de coco - Rikbaktsa R$135,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • RETIRADA NA LOJA De segunda a sexta-feira, entre 10h e 16h. Endereço: Rua Tenente Francisco Antônio, 364 (Rua do Comércio), Centro Histórico, Paraty/RJ. Mais informações: 24 99326-1951.

    Grátis
Compra protegida
Seus dados cuidados durante toda a compra.
Trocas e devoluções
Se não gostar, você pode trocar ou devolver.

DETALHES DO PRODUTO

Material: Coco

SOBRE O PRODUTO

Colar de côco com fecho. Minúsculos discos cilindricos perfurados e animais esculpidos, feitos de fragmentos do côco da palmeira tucum, são uma demonstração da maestria dos Rikbaktsa no domínio de técnicas artesanais. Cada colar apresenta uma sequência de centenas discos e pequenos animais esculpidos um a um. Um trabalho que demanda tempo, conhecimento e dedicação do artesão.


POVO RIKBAKTSA

Os Rikbaktsa, como se autodenominam, são conhecidos regionalmente também como canoeiros, por sua habilidade no uso das canoas. Vivem no estado do Mato Grosso, na bacia do rio Jurema. Se destacam pela sua produção em arte plumária de grande exuberância e sua produção de miçangas a partir do tucum de tamanhos dos mais variados. Conhecidos guerreiros ainda batalham atualmente na defesa do seu território e modo de vida.


FICHA TÉCNICA

Localização: Mato Grosso
População aproximada: 1514 (Siasi/Sesai, 2014)
Família Linguística: Rikbaktsa